Loirosa da Cracolândia sendo presa pela Polícia Civil
Reprodução
Loirosa da Cracolândia sendo presa pela Polícia Civil

A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta quinta-feira (12) a traficante Talita Gomes Felix, 35 anos, conhecida como “Loirosa" ou "Loirosa da Cracolândia”. Ela era parceira no tráfico de Lorraine Bauer Romeiro, a  "Gatinha da Cracolândia", presa em julho deste ano.

Loirosa atuava na venda de entorpecentes na região central da capital paulista. Ela estava foragida há cerca de 6 meses, quando começou a ser investigada pela polícia.

Loirosa e Gatinha da Cracolândia tinham barracas onde vendiam drogas na "feira livre da droga", organizada pelo pelo PCC. De acordo com a Polícia Civil, a facção criminosa lucrava cerca de R$ 200 milhões por ano vendendo drogas no local.  

“Talita estava foragida. Inclusive mudou o cabelo para poder disfarçar a pessoa dela das buscas dos policiais, mas, através de um trabalho de investigação e inteligência, nossa equipe esteve na casa dela no bairro da Liberdade e a surpreendeu”, disse o delegado Roberto Monteiro, segundo informações do programa Brasil Urgente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários