Moises Alves de Matos foi exonerado do cargo nesta segunda-feira (9)
reprodução/Polícia Civil
Moises Alves de Matos foi exonerado do cargo nesta segunda-feira (9)

Moises Alves de Matos, de 44 anos, é alvo de investigações da Polícia Civil de Miracema, por suspeita de estupro de vulnerável contra duas crianças na última sexta-feira (6). De acordo com informações do G1, uma menina de 11 anos e um menino de 8 anos são as vítimas do crime cometido por Moises. 

Segundo as investigações, o crime aconteceu durante a noite da última sexta-feira em um motel no município de Miracema, entre 20h e 21h. O ex-tesoureiro da Câmara teria oferecido dinheiro às vítimas e pedido para que elas se escondessem atrás do banco do carro para poderem entrar no local. 

O crime foi descoberto após uma das vítimas publicar um trecho de um vídeo nas redes sociais de Moises. Segundo investigações, o próprio homem teria pedido para a criança filmar o ato em seu celular.

Moises ocupava o cargo de tesoureiro na Câmara de Miracena, mas foi exonerado nesta segunda-feira (9) após denúncias. De acordo com a polícia, ele é considerado foragido. 

A Polícia Civil de Miracema afirma que esse não foi um caso isolado. Investigações apontam que as mesmas crianças já haviam sido vítimas em outras ocasiões. A polícia ainda está tentando encontrar o paradeiro de Moises. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários