Supermercado depredado depois do assassinato do homem de 44 anos
Divulgação: PM
Supermercado depredado depois do assassinato do homem de 44 anos

Após se recusar a usar máscaras , um homem de 44 anos foi morto no último domingo (8), em um mercado de Palhoça, na Grande Florianópolis. Segundo o Metrópoles , a Polícia Militar (PM) relatou que o homem foi orientado a colocar a proteção na entrada do estabelecimento, mas não aceitou.

O homem foi para casa após ser impedido de entrar no supermercado da Praça do Sonho. Ele retornou ao estabelecimento bastante agressivo e portando uma faca, segundo testemunhas.

Ao chegar no local, o homem ameaçou funcionários e clientes. Pelo comportamento dele, houve uma briga dentro do estabelecimento e o homem foi retirado do supermercado já inconsciente.

Os familiares o encaminharam até o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Palhoça, onde foi constatado o óbito do homem. No entanto, a causa da morte ainda não foi confirmada e nem o autor do crime foi identificado.

Após a confirmação da morte, familiares e conhecidos foram até o supermercado, dispararam arma de fogo e depredaram o local. Diante disso, os envolvidos não foram designados e o caso está com a Polícia Civil.

A vítima já tinha passagens pela polícia e era conhecida na região.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários