Cartaz de procurado de Lázaro Barbosa de Souza
Reprodução/Polícia Civil do DF
Cartaz de procurado de Lázaro Barbosa de Souza

Moradores e fazendeiros da região de Girassol, em Goiás , relatam medo e insegurança com a possibilidade do procurado pela polícia Lázaro Barbosa , de 32 anos, aparecer no local. O homem já é caçado há nove dias por diversos crimes, entre eles, uma chacina no Incra 9, em Ceilândia, que dizimou uma família.

Nesta quinta-feira (17), os policiais fazem buscas no Residencial Itamar Nóbrega, bairro onde o pai de Lázaro tem casa.

Ao portal Metrópoles , o fazendeiro Flávio Fernandes de Araújo, que tem propriedade na região, disse que é amigo dos três homens que foram baleados por Lázaro em Cocalzinho, no último sábado (12). "Eles estão fora de perigo. Estão bem e se recuperando do susto", afirmou.

Fazendeiro é amigo de três homens baleados por Lázaro
Reprodução
Fazendeiro é amigo de três homens baleados por Lázaro


Você viu?

Flávio disse que as fazendas da região foram todas abandonadas e o clima é de medo e terror . "Nossos negócios pararam. Os fazendeiros estão todos vendendo as suas terras. Os nossos funcionários não descem mais para a área rural. Os animais estão passando fome e com risco de ficarem doentes".

O fazendeiro também afirmou que a estratégia policial deve ser mudada, já que o criminoso ainda não foi preso. "A gente não aguenta mais. Não aceita mais desculpas. É preciso achar solução. Muitas pessoas já foram prejudicadas por esse assassino. Quantas mais serão necessárias para que se mude a estratégia", disse ele.

Buscas

Um morador da região de Girassol , onde as buscas são realizadas nesta quinta, disse ter avistado um homem com as mesmas características de Lázaro no local. Além da equipe de força-tarefa, três helicópteros foram acionadas para ajudar nas investigações.

Segundo informações do serviço de inteligência apuradas pelo Metrópoles , um morador teria dito que a Lázaro passou a noite em uma área urbana do bairro e entrou na mata pela manhã.

O homem que forneceu as informações à polícia preferiu não se identificar e mora no local há 30 anos. "Assim que chegou até nós, resolvemos vir até a base para denunciar e a polícia já está na área. A informação de que ele poderia estar na área, próximo ao gabinete de crise, é real. Diversas viaturas estão espalhadas na tentativa de capturá-lo", disse ao portal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários