Ernesto Araujo em depoimento na CPI da Covid-19
Reprodução TV Senado
Ernesto Araujo em depoimento na CPI da Covid-19


O ex-ministro da relações exteriores, Ernesto Araújo, afirmou ter recebido o pedido do Ministério da Saúde para tratativas da importação da hidroxicloroquina .

Ao ser questionado pelo relator da Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI), Renan Calheiros , sobre a aquisição do medicamento por parte do governo brasileiro, o ex-ministrou afirmou ter seguido as recomendações do ministério da saúde, em função do pequeno estoque que ainda do fármaco no Brasil.

"Naquele momento, março, havia uma expectativa de que houvesse eficácia do uso da cloroquina, não só no Brasil, mas no mundo. Os estoques de cloroquina baixaram e ajudamos a viabilizar . É um remédio necessário, usado para outras doenças crônicas, e o estoque havia baixado", disse o ex-chanceler.



Renan Calheiros questionou se o ex-ministro tinha conhecimento de hospitais que realizavam testes que comprovavam a eficácia do medicamento no combate à Covid-19. Ernesto Araújo menciounou testes no Hospital Prevent Senior, em São Paulo, mas negou ter ciência dos resultados. "Na minha atribuição não recebi relação desses testes realizados", declarou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários