Ataque matou três crianças e duas professoras da CEI (Centro de Educação Infantil) Pró-Infância Aquarela
Fernanda Moro/NSC TV
Ataque matou três crianças e duas professoras da CEI (Centro de Educação Infantil) Pró-Infância Aquarela

A criança que sobreviveu ao  atentado contra creche  no município de Saudades , em Santa Catarina , deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) nesta quarta-feira (5) e foi transferida para leito clínico no Hospital da Criança. O estado de saúde dela é estável.

O ataque ao CEI (Centro de Educação Infantil) Pró-Infância Aquarela nesta terça-feira (4) matou três crianças e duas  professoras da unidade. Fabiano Kiper Mai, de 18 anos, invadiu a creche portando um facão, tentou se matar após o atentado e está internado em estado grave. 

A Polícia Civil informou que o jovem tinha um perfil mais reservado e não costumava sair de casa . Além disso, os agentes apuraram que ele estava sofrendo bullying na escola  em que cursava o ensino médio e vinha maltratando animais.

Os policiais também disseram que ele portava duas armas brancas, mas teria usado apenas uma durante o ataque. Ambas foram compradas há pouco tempo. Ao portal UOL , o delegado Marçal afirmou que o autor do crime disse que usaria os instrumentos para maltratar um animal de uma familiar. "Ele brincou com ela que era para maltratar o bichinho que ela tinha em casa. Ninguém imaginava que ele faria isso", contou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários