Abib Maldaun Neto%2C médico nutrólogo é preso acusado de abusos sexuais cometidos entre 1997 e 2020
Reprodução
Abib Maldaun Neto, médico nutrólogo é preso acusado de abusos sexuais cometidos entre 1997 e 2020

Abib Maldaun Neto, médico nutrólogo de 56 anos, foi preso na manhã desta segunda-feira (14) próximo ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A justiça havia pedido sua prisão preventiva no dia 9 de dezembro.

Abib é acusado de abuso sexual e segundo o Ministério Público de São Paulo. 21 mulheres relataram condutas indevidas do médico. Uma das mulheres teria sido abusada 15 vezes pelo médico.

Em julho, o médico já havia sido condenado a dois anos e oito meses de prisão em regime semiaberto por violação sexual, contudo, teve sua licença mantida e continuou atuando em seu consultório.

Somente dois meses depois o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo ( Cremesp ) suspendeu o registro do médico por 6 meses.

No dia 9 de dezembro, o nutrólogo teve sua prisão decretada em um novo processo, onde 9 mulheres relataram ter sofrido abusos dentro do consultório médico de Abid entre 1997 e 2020. A juíza Ana Claúdia dos Santos Silas tomou a decisão, devido "à gravidade dos crimes imputados ao médico, praticados no exercício da sua função". 

O fato de Maldaun Neto ser reincidente contribuiu para o pedido de prisão, também para evitar o desaparecimento de provas ao processo.

O homem de 56 anos foi abordado nesta quarta-feira (14) por policiais militares após seu carro ter passado por um radar, que alertou que o veículo estava no nome de uma pessoa procurada pela justiça.

Acompanhado de sua advogada, o médico não resistiu à ordem de prisão, e afirmou que iria se apresentar na delegacia nesta segunda. Após fazer exame de corpo de delito, declarou para jornalistas que irá provar sua inocência .



    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários