O preso, de camisa laranja, chega a uma unidade policial em Fortaleza.
Reprodução
O preso, de camisa laranja, chega a uma unidade policial em Fortaleza.

Um homem suspeito de integrar a milícia de Wellington da Silva Braga, o Ecko, bandido mais procurado do Rio, foi preso, nesta sexta-feira (11), em Fortaleza, no Ceará. Ele é acusado de estuprar a enteada quando ela tinha apenas 10 anos. O preso é também suspeito de matar o irmão da vítima por por tê-lo denunciado e um amigo dele. Os dois foram sequestrados, torturados e tiveram os corpos escondidos.

O preso foi localizado por equipes da 17ª DP (São Cristóvão), do Rio, e agentes da Polícia Civil do Ceará. Contra ele, havia um mandado de prisão em aberto.

Segundo as investigações, os estupros contra a menina continuaram durante cinco anos.

O irmão da garota foi quem percebeu uma mudança em seu comportamento e resolveu tentar descobrir o que estava acontecendo. Ele flagrou um dos abusos e avisou o que estava acontecendo para a família.

O caso foi denunciado para a polícia . Única testemunha, o irmão acabou sendo morto - o amigo que estava com ele também foi levado pelos milicianos.

O inquérito sobre esses assassinatos , segundo a polícia, já foi concluído e enviado à Justiça. A prisão dos envolvidos foi pedida.

De acordo com as investigações , o suspeito fugiu para Fortaleza por ser conhecido em Campo Grande, na Zona Norte do Rio, por, além de integrar a milícia, trabalhar como segurança de uma casa noturna.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários