Fachada da Universidade Federal da Paraíba.
Divulgação
Fachada da Universidade Federal da Paraíba.

Na manhã desta quinta-feira (3), a Polícia Federal (PF) e a Polícia Militar da Paraíba desarticularam um grupo criminoso que usava um quarto da residência universitária da UFPB ( Universidade Federal da Paraíba ) para armazenar drogas. As informações foram dadas pelo UOL .

O objetivo da Operação Residence  era cumprir 38 mandados de prisão preventiva, 23 mandados de busca e apreensão e ordens judiciais de bloqueio de valores depositados em contas correntes. 

O grupo criminoso que foi desarticulado atuava dentro e fora de presídios em diferentes estados do Brasil. A operação também ocorreu em Pernambuco, Rio Grande do Norte, Roraima, Rondônia, Mato Grosso do Sul e Paraná.

O quarto na UFPB era usado como base pelo líder do grupo para guardar drogas. A residência universitária teria sido escolhida como uma espécie de álibi para ajudar a ocultar a atividade ilícita. 

Você viu?

De acordo com o delegado Bruno Rodrigues, da Polícia Federal, um dos investigados que utilizava o quarto também prestava assessoria jurídica a integrantes do PCC Paraíba.

Ele foi preso armazenando droga sintética, maconha, cocaína e produtos derivados da maconha, como manteiga e bolo.

Rodrigues afirmou que as investigações começaram nesse pequeno grupo e, depois, conseguiu alcançar todo o PCC na Paraíba .

Os investigados irão responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação para fins de tráfico de drogas. As penas podem chegar a 25 anos de reclusão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários