Instituto Raul Soares
Reprodução / Google Street View
Fachada do Instituto Raul Soares, onde o crime ocorreu

Um funcionário do Instituto Raul Soares , localizado em Belo Horizonte, foi espancado, amarrado e roubado por um paciente. José Julio Rodrigues de 60 anos trabalhava há cerca de 30 anos no local e está internado desde a segunda-feira (2), dia em que o crime aconteceu.

O suspeito das agressões atacou José Julio havia fugido da unidade psiquiátrica e está desaparecido. Um coágulo no cérebro do funcionário da unidade de saúde ficou como sequela da agressão.

Ao jornal O Tempo, de Minas Gerais, a Associação Sindical dos Trabalhadores em Hospitais do Estado de Minas Gerais ( Asthemg ) alegou que esse não foi o primeiro caso de ataque contra servidores públicos no Instituto Raul Soares em 2020. De acordo com o sindicato, outros dois casos teriam ocorrido.

A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais ( Fhemig ), responsável pela administração da unidade em que o crime aconteceu, alegou que essa é uma ocorrência isolada.

"A Gerência de Segurança e Saúde do Trabalhador (GSST) da Fhemig tem um programa específico para atendimento e acompanhamento ao servidor vítima de agressão no local de trabalho. O servidor do Instituto Raul Soares será encaminhado a esse programa para receber todo o acolhimento necessário", informa a nota emitida pela Fundação.

    Veja Também

      Mostrar mais