Uma adolescente de apenas 16 anos foi libertada nesta terça-feira (18/02) pela Polícia Federal após ser identificada como vítima de tráfico humano . O casal suspeito era formado de um boliviano e uma brasileira, que estavam levando a garota para fora do país.

Leia mais: Centenas de agentes se despedem de policial federal morto no Rola

Polícia Federal prendeu o casal suspeito nesta terça-feira (18/02)
Agência Brasil
Polícia Federal prendeu o casal suspeito nesta terça-feira (18/02)

A descoberta dos suspeitos foi feita a partir de procedimentos migratórios que estavam sendo feitos em Epitaciolândia, no Acre, quando o casal tentava viajar para um país vizinho com a garota.

Eles foram levados para a Delegacia de Polícia Federal em Epitaciolândia para a realização de controle migratório, onde foram detidos. A fiança atribuída pela Justiça Federal para o crime é de R$ 1000 reais e os acusados responderão em processo de liberdade.

Leia mais: Dois suspeitos de matar agente da PF na Favela do Rola são presos

A partir de uma busca feita no automóvel utilizado pelo casal, foram encontradas evidências de que a vítima seria levada à cidade boliviana de Cobija.

A mulher já era investigada por tráfico de pessoas para fins de exploração sexual e trabalho análogo à escravidão . Ela selecionava adolescentes de famílias pobres e mais vulneráveis, convencendo-as que teriam uma vida melhor na Bolívia.

Leia mais: PF investiga atentado contra deputado federal do PSL em Mato Grosso do Sul

Ao chegarem no destino final, as adolescentes tornavam-se vítimas de tráfico humano , não recebiam nada e tinham seus documentos e celulares confiscados para que não fugissem ou entrassem em contato com a família e amigos.

    Veja Também

      Mostrar mais