greve policial
Divulgação
Carro ficou em chamas

Um policial militar foi preso na madrugada desta quinta-feira (20) na cidade de Crato (CE) suspeito de ter ateado fogo no veículo de uma pessoa que é contra a greve policial por aumento de salários dos policiais no Ceará. 

Leia também: Cid Gomes é baleado ao tentar invadir batalhão de polícia com trator

A vítima relatou a policiais que a motivação para o incêndio do veículo foi uma crítica contra a greve policial que ela fez nas redes sociais. Desde o início desta semana a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Ceará estão em greve por aumento salarial. Os policiais estão em negociação com o governo do Ceará e realizaram um motim, em que tomaram quartéis e secaram pneus de viaturas.

Outros agentes que também participam da greve policiais balearam na tarde desta quinta-feira (19) o senador Cid Gomes (PDT), quando ele tentou entrar com uma retroescavadeira em um Batalhão da Polícia Militar (PM) em Sobral (CE) que está em motim.

Leia também: “Cid não corre risco de morte”, diz Ciro Gomes

A Polícia Civil do Ceará solicitou reforços para lidar com a greve . Em Sobral, a  Polícia Rodoviária Federal faz rondas, e, em Fortaleza, a Guarda Municipal realiza ações de segurança nas áreas de maior concentração urbana. A Força Nacional de Segurança Pública também foi encaminhada ao estado.


    Veja Também

      Mostrar mais