Ana Flávia e Carina Ramos
Reprodução/Instagram
Ana Flávia Gonçalves, 24 anos (à esq.) e Carina Ramos, 31, chegaram a ser presas na quarta-feira (29)

A Polícia Civil pediu no fim da tarde desta segunda-feira (3) a prisão de um terceiro suspeito de envolvimento na morte de uma família em um carro carbonizado em uma estrada de São Bernardo do Campo. O pedido precisa ser aceito pela Justiça. O suspeito é primo de Carina Ramos, namorada de Ana Flávia Gonçalves, filha do casal morto . As duas são suspeitas de terem participado do crime.

A Polícia suspeita que o rapaz tenha participado da execução de Flaviana e Romuyuki, além do filho Juan. O crime aconteceu na madrugada do dia 28. Nesta segunda-feira, Ana Flávia e Carina voltaram a ser ouvidas mas preferiram ficar em silêncio após seus advogados terem acesso completo aos autos.

Leia também: Suspeitas pela morte de família no ABC ficam em silêncio em depoimento à polícia

A polícia suspeita que outras três pessoas tenham participado do crime. Mas apenas o primo que teve sua prisão decretada nesta segunda-feira foi identificado. Investigadores acreditam que o crime já está quase completamente esclarecido.

Leia também: Polícia investiga se suspeita de assassinatos no ABC tem ligação com traficantes

O próximo passo agora deve ser, além da identificação de outros suspeitos, o indiciamento dos envolvidos já identificados. A polícia também precisará decidir sobre qual crime cada um dos envolvidos irá responder na Justiça: é possível que alguns deles respondam por latrocínio e outros por homicídio.

    Veja Também

      Mostrar mais