Tamanho do texto

Policial militar teria matado o namorado da ex-esposa durante o expediente de trabalho e vestindo sua farda. Vítima estava reparando porta da casa

Sandro Silva Santos

O soldado da Polícia Militar Felipe Prado de Araújo é suspeito de ter matado, nesta quarta (1) em Itabuna (BA), o fotógrafo e namorado de sua ex-esposa, Sandro Silva Santos . A  assassinato ocorreu na casa de sua ex-sogra enquanto o fotógrafo estava consertando uma porta para a família da namorada. A informação é do UOL .

Leia também: 95% dos deputados faltaram ao trabalho em 2019; saiba quem mais se ausentou

O policial está foragido. A PM afirmou que irá instaurar um "feito investigatório para apurar a conduta na esfera administrativa". No entanto, ainda não informou se o policial será afastado quando for encontrado. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, está investigando a morte.

O policial militar trabalhou até 12:40, quando afirmou que iria sair para comprar o almoço. Contudo, ele teria se dirigido para a casa da mãe de sua ex-esposa e matado o fotógrafo durante seu expediente de trabalho. Segundo policiais de seu Batalhão, ele teria usado uma pistola calibre 40, utilizada pela PM da Bahia.

De acordo com familiares do fotógrafo, o policial estava fardado quando cometeu o crime. "O policial invadiu a casa e já foi logo atirando, sem chance de defesa, na frente de todos", relatou a irmã da vítima Loana Silva. "O policial matou meu irmão por ciúmes. Pedimos justiça".

Leia também: PSL entra com ação no STF contra juiz de garantias, aprovado por Bolsonaro

O fotógrafo era separado, tinha três filhos e namorava a alguns meses com a ex-esposa do policial. Na casa onde o assassinato ocorreu, moravam a antiga companheira do suspeito, a ex-sogra e os filhos dela com  o PM.