Menino acusa seguranças da CPTM de agressão
Divulgação/Arquivo Pessoal
O adolescente teve ferimentos na cabeça, pescoço, peito, costas e braços.

Um adolescente de 16 anos acusa sete seguranças da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) de agredi-lo em uma estação de trem na zona leste de São Paulo, na última sexta (25).

Leia também: Julgamento de PM que torturou e manteve companheira em cárcere privado é marcado

O adolescente registrou boletim de ocorrência por lesão corporal . Ele teve ferimentos na cabeça, pescoço, peito, costas e braços. O caso está sendo investigado pela polícia civil.

Segundo o registro policial, o adolescente teria tentado pular a catraca da estação da CPTM Corinthians-Itaquera , para evitar pagar a passagem, quando foi impedido pelos seguranças.

O jovem, então, teria comprado um bilhete e entrado da forma correta na estação. Mas foi impedido de embarcar no trem, expulso do local e levado até uma sala fechada, onde teria sofrido as agressões dos seguranças da CPTM .

Leia também: Ladrões são presos enquanto faziam 'live' nas redes sociais após roubo; assista

A Rede de Proteção e Resistência contra o Genocídio (CDHEP) e a Associação de familiares e amigos de presos (Amparar) estão acompanhando o caso. 


Em nota, a CPTM afirma que está levantando as imagens do circuito interno para verificar o caso e vai abrir investigação para apurar os fatos. Caso seja comprovada a agressão, a empresa deve tomar as medidas legais aplicáveis nesta situação, como o afastamento e a demissão dos envolvidos.

"A CPTM não admite e não compactua com casos de violência. Segundo informações preliminares, um vendedor ambulante tentou invadir a Estação Corinthians-Itaquera sem pagar pela passagem e foi impedido pelos empregados da empresa".

Agressão seguranças cptm
Divulgação / Arquivo Pessoal
Foto que mostra os ferimentos no adolescente.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários