Tamanho do texto

Kaline Santos Caruso, de 41 anos, está foragida desde março após a polícia já ter ido à casa dela, mas nunca ter encontrado ninguém

Kaline Santos Caruso sorrindo arrow-options
Arquivo pessoal
Advogada não foi encontrada em casa durante buscas da polícia

A advogada Kaline Santos Caruso , de 41 anos, está sendo procurada pela polícia de Santos após perder a guarda de sua filha de cinco anos para o ex-marido, o empresário Dikran Djrdjan , também de 41 anos. O pai ganhou a guarda de Katherine em março, mas a mãe segue desaparecida junto com a filha até hoje.

Por inúmeras vezes, oficiais de Justiça foram até o endereço da advogada para notificar a mãe da criança, mas ela nunca foi localizada. Juntamente com inversão da guarda, foi determinada a busca e apreensão na casa da advogada, mas um inquérito para descobrir o paradeiro de Katherine só foi aberto em setembro pelo 7º Distrito Policial de Santos .

Como o crime de subtração não é passível de reclusão, Kaline não pode ter sua prisão decretada até que a Justiça determine uma condenação. Após a conclusão do inquérito, o caso vai para o Ministério Público , que pode oferecer denúncia contra a advogada.

Leia também: Adolescente mata irmã grávida e arranca bebê dela da barriga para aplicar golpe

“Até ser julgada ela não é punida pelo crime que cometeu”, diz a advogada Luciana Santos de Almeida, que defende Dikran.

O caso

O processo contra advogada corria em segredo de Justiça e, no mês passado, o pai teve o direito de buscar sua filha usando as redes sociais. "Estou nessa busca implacável. Como até policia federal está tentando localizá-la, estou com a esperança renovada", diz Dikran.

Dikran Djrdjan com a filha bebê no colo arrow-options
Arquivo pessoal
Dikran Djrdjan tem direito à guarda da filha desde março deste ano

O empresário e advogada tiveram um relacionamento de pouco mais de um ano. Após sete meses do nascimento da filha, os dois separaram. “Desde então, tive muitas dificuldades de manter contato com a menina. Foram poucos os encontros e sempre vigiado pela minha ex-mulher. A mãe e os avós maternos passaram a impor uma superproteção para minha filha e não queriam que ninguém se aproximasse dela”, conta o empresário.

Segundo o pai, a filha nunca frequentou escola, tomou vacinas e jamais manteve amizades com outras crianças. “Minha ex-mulher e os pais dela precisam de tratamento psiquiátrico. Eles precisam entender que a Katherine precisa ter contato com outras pessoas. Eles colocaram na cabeça que minha filha tinha uma doença”, completa.

Desde que advogada despareceu da cidade, o pai de Kalina vendeu dois imóveis e um comércio que mantinha em Santos. “Acredito que estejam em alguma cidade do interior”, supõe o empresário.

Leia também: Polícia prende três suspeitos de participar do roubo ao Aeroporto de Viracopos

Já a sua advogada não descarta a possibilidade de Kaline Santos ter fugido para outro País. “Ela tem cidadania italiana. Não descarto ela ter evadido de carro por uma fronteira menos protegida”, diz.

Há um ano, no entanto, os passaportes de Kaline e sua filha já haviam sido retidos pela Polícia Federal. “Já havia comunicado à Justiça dessa chance”, diz o empresário.

O empresário da Baixada Santista espera por um desfecho feliz para o caso. "Quero apenas exercer meu direito de ser pai", afirma.