Tamanho do texto

Trio foi preso com armas e drogas em apartamento de um condomínio, no Parque Jambeiro, em Campinas, na noite de ontem (21)

Metralhadora usada por criminosos no assalto ao terminal de cargas do aeroporto arrow-options
Polícia Federal/Divulgação
Metralhadora usada por criminosos no assalto ao terminal de cargas do aeroporto



A Polícia Militar prendeu, na última segunda-feira (21), três suspeitos de participar do roubo ao terminal de cargas do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo. De acordo com a Polícia Federal, os homens foram detidos em um apartamento por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, mas investiga-se se eles teriam participado do roubo a malotes de dinheiro em Viracopos, na última semana. 

Leia também: PM abre investigação sobre disparo em refém após assalto a Viracopos

O assalto, que levou pânico a passageiros que estavam no aeroporto, terminou com três pessoas mortas e ao menos quatro baleadas . Entre as vítimas, está uma mulher de 37 anos, feita refém junto com a filho de apenas 10 meses. Após duas trocas de tiros durante o roubo, criminosos invadiram casas no bairro Campina Grande.

Durante pouco mais de uma hora, a polícia negociou a rendição com o criminoso , mas em determinado momento um sniper acertou o rosto do assaltante e ele foi morto. Inicialmente, a informação era de que a mulher havia sido atingida por estilhaços de bala na nádega, mas depois confirmou-se que ela foi baleada na região lombar.

Leia também: Refém foi atingida por estilhaço da bala que matou assaltante de Viracopos

A Polícia Militar investiga se o tiro que atingiu a vítima foi disparado por policiais ou criminosos. Em nota, a PM informou que foi instaurada investigação para checar as circunstâncias do disparo. Inicialmente, a vítima foi atendida no Hospital PUC Campinas em estado grave, mas na sexta-feira foi transferida a um hospital particular. Na tarde de ontem, ela apresentou leve melhora no quadro de saúde.

Ao menos seis bandidos fortemente armados invadiram o portão E24 do terminal de cargas na manhã da última quinta-feira em caminhonetes semelhantes às da Aeronáutica. O bando conseguiu entrar e fugir com dois malotes de dinheiro.

Mais de dez membros da quadrilha esperavam do lado de fora. Após bloqueio de rodovias e troca de tiros com policiais, todo o dinheiro levado foi recuperado . Mais de 20 malotes com valores em espécie, avaliados em R$ 13 milhões, estavam na mira do bando. Na hora do roubo, eram escoltados pela transportadora de valores Brink's.

Leia também: Anac pede relatório de segurança ao Aeroporto de Viracopos após assalto

Investigação

A ANAC pediu à concessionária que administra o Aeroporto de Viracopos que forneça um relatório de segurança após o assalto. Em um ano e meio, esse é o segundo roubo no terminal. Em março de 2018, 5 milhões de dólares foram levados por homens armados com fuzis em apenas seis minutos.

Em nota, a concessionária que administra o aeroporto disse que os procedimentos de segurança foram cumpridos no momento do assalto, e que realiza simulações anuais em parceria com a polícia conforme diretrizes da Segurança da Aviação Civil contra Atos de Interferência Ilícita.