Tamanho do texto

Ação conjunta faz parte da Operação Rodovia Mais Segura da Polícia Militar

Com objetivo de reduzir os indicadores criminais, aumentar a percepção de segurança da população e diminuir o número de mortes e acidentes,  a Polícia Militar de São Paulo lançou a Operação Rodovia Mais Segura. Mais uma vez o Canil da PM teve uma missão de destaque.

Leia também: PM prende bandido com fuzil AR-15 Audiência de custódia o solta no mesmo dia

Cães do Canil da PM e drogas apreendidas durante operação na favela do Iporanga
divulgação/canil da PM
Cães do Canil da PM e drogas apreendidas durante operação na favela do Iporanga

No início da noite dessa quinta-feira (31), os Policiais da Força Tática e ROCAM do 27° BPM/M (Batalhão de Polícia Militar Metropolitano) solicitaram o apoio do Canil da PM para uma incursão na favela do Iporanga, zona sul da capital. O local é conhecido pelo forte movimento do tráfico de drogas.

Com base em informações da inteligência da PM , os Policiais realizaram um cerco na favela e logo que adentraram conseguiram prender três criminosos que estavam fazendo tráfico na área.

"A Força Tática e a ROCAM entraram e fizeram as prisões desses criminosos. Eram traficantes e um olheiro do crime organizado que fica ali para avisar da chegada da Polícia. Com isso, eles nos chamaram e começamos a fazer a nossa incursão com cães nos locais que tinham mais desconfiança. E sem o cão seria impossível de descobrir onde a droga estaria", afirma o Tenente Tongu.

Sem a certeza de qual casa seria o depósito, os Policiais colocaram os cães Ching, Dara e Debby para fazer a busca do material. Não demorou muito para os trio do Canil apontar duas residências que serviam como ponto de armazenamento, refino e embalagem de drogas.

Leia também: Canil da PM prende "gerente" do tráfico em favela de São Paulo

"Eles apontaram uma casa. Tinha uma mulher ali dentro que estava guardando a droga. Deve ter achado que o cão não ia conseguir farejar, a droga estava escondida no segundo andar da residência. Mesmo sendo avisada da nossa presença, ela resolveu ficar escondida, mas os cães detectaram a droga e ela acabou sendo presa", contina o Tenente Tongu.

Os Policiais continuaram a varredura com os cães policiais e chegaram a casa de um senhor, que sem saber alugava um quarto para um traficante.  "Tinha um portão e uma casa nos fundos. Nós chamamos e um senhor aparece com a filha. Explicamos que o cão tinha indicado a presença de entorpecentes. Ele afirmou que ali só morava a sua família, mas que alugava o quarto da frente para um homem que não estava na hora.", diz Tongu.

O proprietário liberou a entrada dos PMs e o cão confirmou a suspeita, a droga estava escondida no quarto alugado. "Abrimos a porta e já vimos grande quantidade de drogas pronta para venda, material para embalagem, dinheiro do tráfico, contabilidade, duas motos e documentos do criminoso. Tinha droga dentro de malas, isso pode significar que o material seria levado para outras favelas da região. Tudo foi apreendido e levado para o DP", finaliza o Tenente Tongu.

Dentro das duas casas os Policiais encontraram: 23,906 kg de maconha; 31,736 kg de cocaína e 3,062kg de crack. Além disso, duas máquinas seladoras e cadernos de contabilidade do tráfico de drogas também foram apreendidos. A ocorrência foi encaminhada para o 101º Distrito Policial.

Quais são as raças o Canil da PM usa?

 Canil da PM é responsável por grandes apreensões de drogas em todo o Estado de São Paulo
Divulgação/Canil PM
Canil da PM é responsável por grandes apreensões de drogas em todo o Estado de São Paulo

São seis raças: Pastor Alemão, Pastor Holandês, Pastor Belga Malinois, Rottweiler, Bloodhound e Labrador. As missões de cada raça são divididas de acordo com suas habilidades específicas, como: faro, resistência, inteligência e agressividade.

Leia também: Canil da PM desmonta o tráfico e apreende grande quantidade de drogas em SP

Um Labrador, por exemplo, não é indicado para fazer policiamento ostensivo, porque geralmente não possui a agressividade necessária. Normalmente, o Labrador é usado para farejar entorpecentes e explosivos. Já o Pastor Belga Malinois é utilizado pelo  Canil da PM  para policiamento e também faro. O Bloodhound tem aptidão para busca de pessoas.