Tamanho do texto

Em operações contra o crime no litoral e na capital, os Policiais Militares do Batalhão de Choque conseguiram apreender grande quantidade de drogas

O Canil da PM trabalha em regime de excelência! Será difícil, eu diria até impossível, que você saiba de alguma operação que não tenha apresentado resultado. A criminalidade no Estado de São Paulo sabe que quando o Batalhão está nas ruas, eles estão com as horas contadas.

Leia também: Canil da PM encontra galpão do crime com armas e drogas em São Paulo

Hoje iremos narrar duas ocorrências de sucesso do Canil da PM . A primeira, uma operação própria no Guarujá, litoral de São Paulo. A segunda, uma ação conjunta com a ROCAM dentro de uma favela na capital paulista.

Operação Guarujá - "Prainha"

Viaturas do Canil da PM rumo ao litoral
divulgação/canil da PM
Viaturas do Canil da PM rumo ao litoral

Uma ação própria do Canil que envolveu 27 PMs, nove viaturas e 8 cães (faro de drogas e explosivos) na manhã dessa quinta-feira (17). O local escolhido pelos  Policiais foi a favela da "Prainha", um espaço conhecido pela grande atuação do tráfico de drogas.

"Fizemos um planejamento próprio e saímos 5h da manhã de São Paulo com destino ao litoral. Essa favela é um lugar perigoso onde os criminosos costumam tentar agredir as equipes da Polícia. Um PM morreu ali há pouco tempo", conta o Tenente Fioravante.

Leia também: 2º Batalhão de Choque surpreende traficantes na zona sul de São Paulo

Assim que os Policiais chegaram a Vicente de Carvalho, as equipes se dividiram em três para entrar na favela. A ideia da operação era surpreender os traficantes e não demorou muito para o resultado aparecer.

Canil da PM apreende drogas no Guarujá
Divulgação
Canil da PM apreende drogas no Guarujá

"A cadela Dara começou a sentir o odor de drogas em um das vielas. Fomos para um local que descobrimos ser o alvo da nossa operação, já era bem perto do mar. A equipe do Sargento Ribeiro chegou ao barraco indicado pela Dara e pela janela viu um homem dormindo e também maconha", conta o Tenente.

Diante da cena, os PMs realizaram a abordagem e comprovaram que estavam diante de um traficante da região. "Ele acabou assumindo que fazia parte do tráfico, ele tinha recebido o aviso que a PM estava na área, mas não viu porque estava dormindo", revela o Tenente Fioravante.

Leia também: Armas, drogas e munição. Canil da PM "faz a limpa" no crime organizado de SP

Dentro do barraco indicado pela cadela Dara, os PMs encontram vários produtos do tráfico: 13,944 kg em 17 tijolos e 715 unidades menores de maconha; 1,048 kg em 502 unidades de cocaína; 0,021 kg de crack em 250 pedras; uma balança e vasto material para embalar a droga.

Toda a droga e o criminoso foram levados para DP Sede do Guarujá.

"Operação - Favela Morro do Índio"

Droga apreendida pelo Canil da PM
divulgação/canil da PM
Droga apreendida pelo Canil da PM

Reconhecido por outros Batalhões, o trabalho do Canil da PM sempre é requisitado por outras forças Policiais. Na última quarta-feira (16), duas equipes do Batalhão de Choque fizeram um trabalho conjunto com a ROCAM do 37° BPM/M.

"Os Policiais da área sabem que ali tem um grande movimento de drogas, o tráfico é muito forte. Eles resolveram montar uma operação de combate ao tráfico de drogas e pediram nosso apoio", revela o Tenente Sampaio.

Leia também: PM Ambiental salva jovem que ameaçava se jogar de passarela em rodovia de SP

Foram aproximadamente duras horas de patrulhamento dentro da favela até que o resultado chegasse. "O cão Thor pegou um forte odor de drogas e acabou apontando para um barraco. Nós cercamos o local e entramos no barraco que estava vazio. Mas ali encontramos uma grande quantidade de drogas", conta o Tenente Sampaio.

No local que era um armazém do crime, os Policiais encontraram: 64,8 kg de cocaína, 11,8 kg de maconha, cinco cadernos de contabilidade, munições, pinos para embalar drogas e cinco litros de acetona.

O material apreendido pelo Canil da PM foi apresentado no 47°Distrito Policial. Assista ao vídeo do momento em que a droga é encontrada.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.