Co-piloto e comissário apresentaram altos níveis de álcool
Reprodução: commons - 25/04/2022
Co-piloto e comissário apresentaram altos níveis de álcool

Um co-piloto e um comissário de cabine foram identificados com altos níveis de álcool no sangue pela Polícia da Holanda na última quinta-feira (21/04) no aeroporto de Schiphol, em Amsterdã. 

Segundo o De Telegraaf, o co-piloto foi multado em 1.100 euros e o comissário pode ter que comparecer em tribunal.

A constatação de álcool nos homens foi realizada pela equipe de vigilância da aviação da polícia e da Royal Netherlands Marechaussee (KMar). A equipe verificou os níveis de álcool de 101 pilotos e 341 tripulantes de cabine no aeroporto.

No teste de bafômetro, o comissário registrou concentração de álcool de 0,68, enquanto o co-piloto tinha 0,24. Ainda, segundo a regulamentação da Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA), um tripulante pode deixar de exercer sua função se a concentração de álcool no ar expirado registrar 0,04 ou mais.

Leia Também

O co-piloto e o membro da tripulação de cabine eram de uma companhia aérea estrangeira que não foi identificada. Ambos continuaram no voo como passageiros após o teste. 

Conforme as normas da polícia, as tripulações de voo não podem consumir álcool 10 horas antes de um voo. No entanto, não é difícil encontrar membros da tripulação embriagados durante essas verificações de álcool.

Na mesma semana, na Holanda, um juiz do tribunal de Haarlem, condenou um piloto americano a uma multa de 5.000 euros e uma proibição de voo porque se recusou a realizar um exame de sangue em Schiphol em dezembro do ano passado por suspeita de consumo de álcool.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários