Esturjão
Reprodução/Alpena Fish and Wildlife Conservation Office
Após ser medido, animal foi devolvido para o seu habitat natural

No último dia 30 de abril, a equipe de pesquisadores e biólogos do Serviço de Conservação de Pesca e Vida Selvagem de Alpena, nos EUA , se deparou com um verdadeiro 'monstro' durante expedição no rio Detroit: uma fêmea de esturjão com mais de 2 metros de comprimento e quase 110kg.

Segundo publicação na página oficial do órgão nas redes sociais, o animal é um dos maiores já identificados no país. Após análise estrutural do espécime, o grupo confirmou se tratar de uma fêmea com aproximadamente 100 anos, o que significa que ela residia no local desde a década de 1920.

Em entrevista, a bióloga Paige Wigren revelou que o animal batalhou por cerca de seis minutos antes de se render e ser retirado da água: "ela estava tão cansada que não aguentou lutar por muito tempo. Imagine tudo o que já viu e viveu ao longo desses anos neste rio ".

Ainda de acordo com a postagem, o animal foi devolvido ao rio após todas as medições terem sido realizadas. Tal atitude é obrigatória pelo fato de que os esturjões estão ameaçados de extinção na região de Michigan. "Este foi uma pesca que só acontece uma vez na vida. Parabéns aos integrantes de nossa equipe de especialistas que esteve no rio Detroit", celebrou o órgão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários