Tamanho do texto

Animal de estimação disparou arma do dono acidentalmente em brincadeira

Balew, uma mistura de labrador e pitbull, ficou triste após dar um tiro no dono, já que sentiu que tinha feito algo errado
Shutterstock
Balew, uma mistura de labrador e pitbull, ficou triste após dar um tiro no dono, já que sentiu que tinha feito algo errado

Na quarta-feira (9), um norte-americano de 51 anos foi levado a um hospital com um ferimento que não era sério, mas que ocorreu após um acidente que poderia ter tirado sua vida. Richard Remme, de Iowa, nos Estados Unidos, levou um tiro em sua própria casa – o que chama atenção é como isso aconteceu.

Leia também: "Cansamos de ver peitões e pênis", escrevem vizinhos contra nudez de casal

“Meu cachorro atirou em mim”, afirma Remme sobre o caso. De acordo com informações do portal de notícias local “The Messenger”, o departamento de polícia foi acionado por volta das 10h50 da manhã por conta do tiro que foi disparado. Pouco tempo antes, dono a animal de estimação brincavam na sala.

“Eu sou o dono da arma . É uma Ruger 9mm, e tem uma trava de segurança. Eu estava deitado no sofá, e a gente estava brincando, eu e o cachorro. Eu o jogava do meu colo, e ele logo voltava pulando para meu colo.”

Leia também: Pai e filho são presos por se vestirem como astronautas e darem golpe

O problema é que Remme estava com a arma presa em uma faixa em sua barriga, embaixo do macacão que usava. Ao que tudo indica, durante a brincadeira, o cachorro liberou a trava de segurança e, quando voltou após uma das vezes que foi tirado do colo, uma de suas patas foi direto no gatilho.

“Descarregou na minha perna, mas não causou grandes danos a nada”, afirma o norte-americano. Apesar do cachorro ter ficado assustado e até triste, porque percebeu que tinha feito algo de errado, o animal não se feriu.

Polícia confirma a versão com o cachorro

O chefe do departamento de polícia, Roger Porter, confirmou ao “The Messenger” a versão de Remme. Ele conta que os investigadores encontraram o homem sozinho em casa, apenas com seu cachorro, Balew, uma mistura de labrador e pitbull.

“Nunca ouvi uma história como essa. Já ouvi sobre armas que caíram e dispararam ao tocar o chão, mas não posso dizer que conhecia uma história de cachorro antes”, afirmou o policial, que garante que Remme tinha todas as licenças para a arma.

Leia também: Motorista se deita em avenida para se bronzear após ficar horas no trânsito

“Armas não são brinquedos e elas podem disparar. Tudo o que precisa é de um pouco e pressão no gatilho para que isso aconteça”, completa Porter sobre o caso do cachorro que deu um tiro no próprio dono.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.