Tamanho do texto

Vizinhos irritados escreveram carta ao casal britânico, pedindo para que "fechem as janelas"; casal ficou chocado com a mensagem e respondeu

Nota enviada a Karin e ao marido, Jay,  expunha que os vizinhos em NewCastle, estavam cansados de vê-los pelados
Reprodução/Facebook
Nota enviada a Karin e ao marido, Jay, expunha que os vizinhos em NewCastle, estavam cansados de vê-los pelados

Um casal ficou em choque após receber uma carta um tanto quanto inusitada dos vizinhos na última semana. A nota enviada a Karin Stone, de 33 anos, e ao marido, Jay, de 34, expunha que os todos de uma  vila em NewCastle, na Inglaterra, “estavam cansados de vê-los pelados, e que se não passassem a fechar as cortinas, medidas sérias seriam tomadas”.

Leia também: Homem ganha R$ 900 mil após esquecer bilhete da loteria por mais de três meses

De acordo com informações do jornal  Metro , na carta, os vizinhos ainda relataram “estarem fartos de ver os ‘peitões’ de Karin e o pênis de Jay, e que denunciariam o casal pela exposição indecente”. Irritados com o posicionamento dos inquilinos, a gerente de escritório e o DJ decidiram responder à vizinhança. “Parem de olhar através de nossas janelas, seus enxeridos”, diz o cartaz pendurado em uma das vidraças da casa no último domingo (6).

Karin contou ao Metro que, naquele dia, viajou para Norwich quando o marido a telefonou para contar sobre a carta. “Eu fiquei em choque ao saber que tantas pessoas passam o dia olhando para dentro da minha casa. De início, pensamos até que tudo não passava de uma brincadeira, mas depois percebemos que o recado era sério. Acreditamos que alguém mais velho tenha feito essa carta, apesar de ainda não termos identificado seu verdadeiro autor”, explicou.

Leia também: Cheiro de fruta podre é confundido com vazamento de gás e evacua faculdade

O casal alegou estar ansioso para a reação dos vizinhos, pois não sabe como reagirão ao ‘lembrete’ que deixaram na janela. “Várias coisas podem acontecer. Alguém pode vir bater na nossa porta de madrugada, ou viveremos em uma guerra de correspondências com eles. Não sabemos quanto tempo levará até que essa situação seja resolvida”, acrescentou Jay.

O 'peladão' que se vingou dos vizinhos na Austrália

Penlidis, mora em Melbourne, e relatou que construção dos inquilinos tirou sua privacidade e que por isso, decidiu protestar
Reprodução/James Penlidis
Penlidis, mora em Melbourne, e relatou que construção dos inquilinos tirou sua privacidade e que por isso, decidiu protestar

Um caso semelhante ocorreu em Melbourne, Austrália, após a construção de algumas casas. Revoltado com a aproximação excessiva de sua residência com a residência vizinha, o fotógrafo James Penlidis, que mora no subúrbio de Bentleigh, decidiu protestar, ficando pelado durante uma semana .

O homem relatou que foi até o conselho da Austrália, que o assegurou que a nova casa estava sendo construída com vidro fosco, para que sua privacidade fosse preservada. Entretanto, ao descobrir ter sido enganado, decidiu se vingar.

“Eu fui enganado por tantas pessoas, pelo conselho, pelos construtores... Então, quis agir por conta própria. Já que eles passavam o tempo todo olhando para dentro da minha casa, resolvi deixar a vista mais inusitada e peluda”, afirmou.

Penlidis foi visto totalmente sem roupa enquanto limpava as calhas, acendia a churrasqueira, pintava e trabalhava – tudo em plena luz do dia e à vista dos novos moradores. O rapaz alegou ter percebido que o modo com que estava lidando com a construção da residência o atrapalhou de ter ideias leves e eficazes.

Leia também: Criança de 12 anos rouba cartão de crédito da mãe e viaja sozinho para Bali

Ele explicou ter ficado nu durante o período mais intenso de construção da casa para mostrar como todos os moradores do bairro estão expostos e desprotegidos, além de evidenciar sua indignação com a falsa promessa feita pelo conselho. Mesmo com as dificuldades de comunicação com os  vizinhos , o protesto de nudez de James se mostrou eficiente e, após seis dias, a camada de proteção foi aplicada em todas as janelas da casa nova.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.