Tamanho do texto

Dupla de restauradores estava buscando por armas e munições em veículo usado na Guerra do Golfo quando encontrou o tesouro que vale R$ 8 milhões

Tanque de guerra russo foi comprado por restauradores por R$ 117 mil em site
Reprodução/Wikipedia
Tanque de guerra russo foi comprado por restauradores por R$ 117 mil em site

Uma dupla fanática por veículos blindados fez uma descoberta milionária após comprar um tanque de guerra russo inativo. Em busca de explosivos, os britânicos Nick Mead, de 55 anos, e  Todd Chamberlain, de 50 anos, encontraram barras de ouro que chegam a valer dois milhões de libras esterlinas (aproximadamente R$ 8 milhões).

Leia também: Cara de pau: ao furtar loja, mulher fica presa e chama a polícia para resgatá-la

Nick Mead é dono da empresa chamada “Tanks-a-Lot”, que restaura veículos blindados antigos e dá a oportunidade de pessoas dirigirem em sua fazenda que fica em Helmdon, Northants, Inglaterra. Por causa disso, acabou trocando um caminhão do Exército e uma arma autopropelida Abbot pelo tanque T54/69, depois de vê-lo anunciado no site eBay.  

Ele conta que, depois de deslocarem o veículo, encontrou munições de metralhadora e, preocupado com a possibilidade de haver armas ali, acabou “revirando” todos os cantos do tanque com a ajuda do parceiro. Segundo o “The Sun”, a dulpa encontrou cinco barras de ouro que pesam até 2 kg no tanque russo T54/69 enquanto restaurava o veículo recém-comprado por 30 mil libras (ou R$ 117 mil).

Leia também: Crianças holandesas pintam revista de colorir e se deparam com figura de Hitler

Ele o mecânico Todd faziam imagens em vídeo no momento em que abriam o compartimento de combustível. Porém, foi outro tipo de objeto que acabou brilhando diante de seus olhos. “Nós não sabíamos o que fazer. Não pegamos cinco grandes barras sem fazer questionamentos, por isso decidimos chamar a polícia”, contou Todd.

Depois da ligação no mínimo inusitada, os oficiais britânicos recolheram as barras e as colocaram em um depósito de segurança em Londres. Desse modo, a dupla acabou ficando apenas com um recibo emitido pelos policiais. Apesar de não ficar milionário, o colecionador apaixonado por veículos destaca que “mesmo não tendo chance de ter o ouro de volta, ainda tenho meu lindo veículo aqui”, disse.

Um porta-voz da polícia de Northamptonshire disse que não podia comentar o assunto "por razões operacionais".

Leia também: "O rato comeu toda maconha": polícia culpa roedores por sumiço de 25 kg de droga

Os restauradores acreditam que as barras foram escondidas no tanque de guerra por soldados iraquianos durante a invasão de Kuwait, na Guerra do Golfo, na década de 1990. O conflito militar em questão aconteceu entre o Iraque e as forças da Coalização Internacional, liderada pelos Estados Unidos da América, depois que as forças armadas iraquianas ocuparam e anexaram o território do Kuwait a mando de Saddam Hussein.