undefined
Reprodução/Entertainment Weekly
A Kruidvat anunciou que vai investigar como a ilustração de Hitler foi parar no livro e está reembolsando os clientes

Uma rede de drogarias da Holanda surpreendeu seus clientes ao vender uma revista de colorir para crianças com uma imagem do ex-líder nazista Adolf Hitler. A imagem, segundo a empresa, apareceu em meio às páginas da revista por "incidente". 

Leia também: Calcinha que pertencia à mulher de Hitler é vendida em leilão

A ilustração, que não pode ser identificada antes de ser pintada, veio com um código de cores. A ideia é que as crianças pintem cada espaço do desenho com as cores indicadas pelo código. O problema é que, depois que seus filhos completavam o desenho, os pais perceberam que aparecia a figura de Hitler na página.

No desenho, o ex-líder nazista aparece em seu uniforme marrom, com a suástica no braço esquerdo e fazendo a saudação nazista.

Reação dos pais e resposta da drogaria

A rede de drogarias Kruidvat só percebeu a falha depois que inúmeros clientes registraram suas reclamações sobre a surpresa. Alguns, inclusive, publicaram fotos da revista já colorida na página da empresa no Facebook. 

Leia também: Hitler tomou decisões sob efeito de cocaína, diz autor de livro sobre drogas

Em resposta à situação bizarra, a rede de drogarias retirou o livro de colorir de suas lojas e divulgou um comunicado nesta quarta-feira (5) em que lamenta profundamente o incidente. De acordo com a Kruidvat, incluir uma imagem do ex-líder nazista em um livro infantil de colorir é "inapropriado".

"Apesar de vários testes durante a elaboração do conteúdo, a imagem infelizmente acabou saindo no livro de colorir”, dizia a nota. A empresa anunciou ainda que vai investigar duramente como a ilustração foi parar no livro. Todos os clientes que compraram a revista serão reembolsados, garantiu a empresa.

"Você comprou uma revista dessas? Então receba, na troca desse produto, o seu dinheiro de volta. Lamentamos profundamente este incident e pedimos desculpas pelo transtorno", publicou a rede de drogarias no Facebook.

Como resposta, porém, internautas comentaram que essa não foi a primeira vez que a drogaria vendeu produtos de baixa qualidade ou com falhas e publicou uma mensagem avisando que reembolsaria os clientes. 

"Talvez a equipe de vocês precise de mais treinamento. Quantas ações de recall em menos de meio ano! Como isso é possível?", publicou um dos internautas.

Leia também: Polícia indiana encontra "menina Mogli" vivendo em meio aos macacos

Na mesma foto, outro internauta chegou a pedir uma cópia da revista com a imagem de Hitler, mas recebeu como resposta que a Kruidvat não está mais vendendo o artigo.

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários