Vladimir Putin, presidente da Rússia
Reprodução: commons
Vladimir Putin, presidente da Rússia

Os Estados Unidos anunciaram nesta terça-feira (2) mais um pacote de sanções contra oligarcas, empresas e diplomatas russos como parte das punições por conta da guerra na Ucrânia. Entre os punidos, está a ex-ginasta Alina Kabaeva, apontada como namorada do presidente russo Vladimir Putin .

Conforme o secretário de Estado, Antony Blinken, foram punidos mais três bilionários e mais de 20 empresas russas ligadas à defesa da Rússia na Guerra. Além disso, 893 funcionários do governo de Moscou, incluindo diplomatas, tiveram a imposição de limitação de vistos para entrar em territórios norte-americanos.

A justificativa para punir Kabaeva é porque ela "é ou foi uma líder, oficial, conselheiro executivo sênior ou membro de conselho diretor do governo da Rússia" por atuar no "Grupo de Mídia Nacional" do país e por manter uma "relação próxima a Putin". A ex-ginasta também já foi punida pela União Europeia.

Os EUA vêm sancionando intensamente russos ligados ao Kremlin e que, de alguma forma, patrocinam a invasão na Ucrânia, iniciada em fevereiro. São milhares de pessoas e centenas de empresas, bancos e instituições já punidos desde então.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários