Ex-premiê Shinzo Abe morreu em atentado no Japão
Reprodução / Twitter - 08.07.2022
Ex-premiê Shinzo Abe morreu em atentado no Japão

Nesta terça-feira (12), acontece o funeral do ex-primeiro-ministro Shinzo Abe, em Tóquio, no Japão. A cerimônia ocorre quatro dias após ele ter  morrido em um ataque a tiros durante pronunciamento na cidade de Nara, no oeste do país, na última sexta (8).

O sepultamento, de acordo com a NHK , mídia local, ocorreu no tempo Zojoji. Segundo a emissora, houve uma vigília no lugar, o que atraiu mais de duas mil pessoas, incluindo aliados e adversários políticos de Abe, dignitários estrangeiros e líderes empresariais.

O corpo do ex-premiê foi transportado até o escritório dele e outros locais em Nagatacho, um distrito fundamental para a política japonesa. O premiê Kishida Fumio se despediu de Abe na entrada do escritório.

Enquanto as pessoas prestavam homenagens a Abe, os investigadores continuavam os trabalhos para descobrir mais informações sobre o único suspeito do crime .

O suspeito ao atentado, identificado como Tetsuya Yamagami, de 41 anos , é morador de Nara e, de acordo com apuração inicial, usou uma arma artesanal.  Ele foi detido em flagrante pelos oficiais e está sendo investigado por tentativa de homicídio.

Fontes ligadas à investigação disseram que tudo indica que o suspeito havia decidido assassinar o ex-primeiro-ministro um ano atrás.

A população ao redor do país continua organizando vigílias para o premiê, que foi o que permaneceu à frente do cargo no Japão por mais tempo. Mais cerimônias de despedida ainda serão realizadas em Tóquio e na província de Yamaguchi, que era representada por Abe Shinzo no Parlamento.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários