Macron afirmou que
Divulgação
Macron afirmou que "aborto é um direito fundamental para todas as mulheres"

O presidente da França, Emmanuel Macron, criticou nesta sexta-feira (24) a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos de  revogar o direito das mulheres a fazer um aborto e prestou solidariedade às americanas.

"O aborto é um direito fundamental para todas as mulheres. Devemos protegê-lo. Expresso minha solidariedade com as mulheres cuja liberdade está agora em discussão pela Suprema Corte dos Estados Unidos", escreveu o líder francês no Twitter.

A Suprema Corte , de maioria conservadora, derrubou, nesta sexta-feira (24), o direito ao aborto legal no país, revertendo a histórica decisão Roe versus Wade, de 1973. O veredicto, cujo rascunho havia vazado em maio, terá impactos para a política e a sociedade americana nos próximos meses e anos.


A decisão representa uma vitória para o partido Republicano e as alas mais conservadoras e religiosas do país, que queriam proibir a interrupção legal da gravidez.

O presidente Joe Biden lamentou a decisão e afirmou que a "saúde e a vida das mulheres" do país estão em risco.

"É um dia triste para o tribunal e para o país", começa Biden. "Cinquenta anos atrás, Roe vs. Wade foi decidido e esta tem sido a lei desde então. Este caso marcante protege o direito de uma mulher de tomar decisões intensamente pessoais, livre da interferêcia da política. Agora, com a derrubada da lei, a saúde e a vida das mulheres dessa nação estão em risco."

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários