Guerra: líderes da Alemanha, França e Itália fazem 1ª viagem a Kiev
Ansa
Guerra: líderes da Alemanha, França e Itália fazem 1ª viagem a Kiev

O presidente francês, Emannuel Macron; o chanceler alemão, Olaf Scholz; e o primeiro-ministro, italiano Marcio Draghi, realizam neste sábado a primeira visita a capital ucraniana Kiev desde o início do conflito entre o país e a Rússia.

"É um momento importante. É uma mensagem de unidade que estamos enviando aos ucranianos", disse o presidente francês.

O trio, a qual deverá ainda se unir o presidente romeno, Klaus Iohannis, irá se encontrar com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. A visita acontece cerca de dois meses após o premier britânico, Boris Johnson, realizar uma viagem a Kiev.

Segundo o jornal inglês Guardian, Macron disse que massacres e crimes de guerra foram cometidos na cidade de Irpin, a qual os três visitaram antes de se encontrarem com o líder ucraniano.

Macron, Scholz e Draghi partiram de trem da Polônia e chegaram a Kiev após uma longa viagem de 12 horas. A ida do trio ao país ocorre um dia antes de uma comissão executiva da União Europeia anunciar se irá ou não apoiar a candidatura da Ucrânia a adesão ao grupo. A entrada do país no bloco internacional será um dos temas da conversa com Zelensky.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários