Líderes da Otan reunidos
Reprodução/Ansa - 24.03.2022
Líderes da Otan reunidos

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) afirmou neste domingo (15) que está convencida de que irá superar os obstáculos impostos pela Turquia para aceitar as adesões de Finlândia e Suécia. O anúncio veio logo após a Finlândia formalizar seu interesse de fazer parte do grupo. As informações são da Rádio França Internacional.

Em coletiva de imprensa realizada em Berlim, na Alemanha, o secretário-geral adjunto da Otan, Mircea Geona, disse que a organização está disposta a "encontrar todas as condições para um consenso" a respeito das adesões de Finlândia e Suécia.

A Turquia se colocou contrária às adesões por conta dos países nórdicos acolherem uma grande quantidade de curdos, etnia considerada inimiga pela Turquia. "A ampla maioria da população turca é contrária à adesão destes países, que apoiam o PKK [Partido dos Trabalhadores do Curdistão], uma organização terrorista(...). Mas são temas que, evidentemente, devemos abordar com nossos aliados na Otan e com estes países", declarou o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, no sábado (14).

Representantes dos países da Otan se juntaram neste domingo em reunião convocado pelo secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, após a Rússia ameaçar os países nórdicos por manifestarem interesse em fazer parte da aliança. A reunião discutiu justamente as garantias de segurança à Suécia e à Finlândia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários