Pessoas fugindo da guerra na Ucrânia
Reprodução/Twitter: @Refugees - 19.04.2022
Pessoas fugindo da guerra na Ucrânia


O número de pessoas que fugiram da  Ucrânia para escapar da guerra iniciada pela Rússia em 24 de fevereiro ultrapassou a marca de 6 milhões, informou a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta quinta-feira (12).

Esta é considerada a pior crise de refugiados da Europa desde o fim da Segunda Guerra Mundial. A maioria dos refugiados é de mulheres, crianças e idosos.

De acordo com o portal da agência da ONU para refugiados (Acnur) dedicado à crise ucraniana, a cifra exata de deslocados internacionais em função da invasão russa é 6.029.705, sendo que mais da metade (3,2 milhões) cruzou a fronteira com a Polônia.


Outros importantes países de destino são a Romênia (895 mil), Hungria (583 mil), Eslováquia (409 mil), Belarus (27 mil), Moldávia (459 mil), além da própria Rússia (785 mil) - a soma de todos é maior que o total de refugiados porque leva em conta pessoas que atravessaram a fronteira entre Romênia e Moldávia, de acordo com o Acnur.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM), outros 8 milhões de ucranianos estão deslocados dentro do próprio país. Isso acontece devido aos riscos de segurança, à destruição de estradas e outras infraestruturas, além da falta de recursos.

Só nas primeiras cinco semanas da guerra, mais de 4 milhões de refugiados da Ucrânia cruzaram as fronteiras para países vizinhos, e muitos outros foram forçados a se mudar para dentro do país, relata o portal da ONU.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários