Destruição nos subúrbios de Kiev, na Ucrânia
Reprodução / OHF News - 03.04.2022
Destruição nos subúrbios de Kiev, na Ucrânia

O presidente da empresa que gere as ferrovias ucranianas, Alexander Kamyshin, informou ao portal Unian que seis estações de passageiros foram atingidas em ataques russos nesta terça-feira (3).

O representante informou que nenhuma pessoa - seja funcionário ou passageiro - foi ferido na ação, mas que as estruturas físicas dos locais sofreram "danos graves". As explosões atingiram estações ferroviárias das regiões de Lviv, Dnipro, Kiev e Kirovohrad.

Na noite desta terça, as sirenes antibombas foram acionadas, praticamente, em todas as partes do território ucraniano. O prefeito de Lviv, Andriy Sadovyi, afirmou que os ataques causaram interrupção no fornecimento de energia elétrica em alguns pontos da cidade e que algumas estruturas médicas chegaram a ficar no escuro.

Lviv é uma cidade próxima à fronteira com a Polônia e que foi poupada de ataques pesados dos russos. Foi para lá que muitas embaixadas deslocaram suas sedes diplomáticas no início da guerra e que milhares de pessoas se deslocaram para fugir dos bombardeios.

Leia Também

O governo ucraniano ainda informou que, pela primeira vez desde o início da guerra, em 24 de fevereiro, os russos lançaram um míssil contra a área montanhosa da Transcarpátia, região sul-ocidental da Ucrânia. Não há informações de feridos ou mortos.

Já em Donetsk, área que conta com a pesada atuação de grupos separatistas pró-Rússia, o governador regional, Pavlo Kyrylenko, informou que 21 civis foram mortos e 27 ficaram feridos nos combates desta terça.

"Ao menos 10 mortos e 15 feridos foram consequência dos bombardeios russos em Avdiivka. Outras cinco foram mortas nos bombardeios em Lyman, quatro em Vugledar, uma na vila de Velyka Novosilka e uma outra em Shandrygolove", informou à imprensa.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários