Izium, na Ucrânia
Reprodução: redes sociais - 08.04.2022
Izium, na Ucrânia

O Ministério da Defesa britânico estima que as Forças Armadas russas tenham tido 508 de seus tanques de guerra destruídos desde o início do conflito na Ucrânia . Parte do motivo das derrotas sofridas pelas tropas russas está, segundo especialistas, em um defeito de design de seus tanques, conhecido como efeito jack-in-the-box.

O nome, que faz referência ao brinquedo de criança em que um fantoche de palhaço se solta de uma caixa, acontece quando há a detonação de explosivos armazenados dentro do veículo blindado. A força da explosão interna impulsiona a torre de tiro do tanque para fora e mata todos dentro.

"Qualquer acerto bem sucedido rapidamente acende a munição causando uma enorme explosão, e a torre é explodida" disse ao canal de televisão americano Sam Bendett, membro do Center for a New American Security

A maneira com que munições são armazenadas em tanques russos mais antigos, guardadas próximas às torres de artilharia, aumenta as chances desse efeito.

Leia Também

Os problemas de design dos tanques russos já eram conhecidos desde a guerra do Golfo, quando veículos russos usados pelas tropas de Saddam Hussein sofreram de problemas similares. Segundo Bendett, no entanto, o design russo ainda oferece algumas vantagens, como economia de espaço e um perfil mais baixo, que o faz ser mais difícil de ser atingido.

Um levantamento feito pelo site Oryx, com dados reunidos por meio de técnicas de Inteligência de Fontes Abertas (OSINT), que trabalham apenas com dados encontrados na internet, indicam que até o dia 28 de abril pelo menos 300 tanques russos foram destruídos. Outros 279 teriam sido danificados, abandonados ou capturados por tropas ucranianas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram  e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. 



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários