Departamento de Estado Americano oferece recompensa para quem der informações sobre hackers russos
Divulgação
Departamento de Estado Americano oferece recompensa para quem der informações sobre hackers russos

O Departamento de Estado dos Estados Unidos ofereceu, nesta quinta-feira, US$ 10 milhões por informações que ajudem a encontrar seis hackers russos que realizaram ataques contra empresas americanas em 2017. Segundo o governo americano, os envolvidos teriam ligações com o Departamento Central de Inteligência, das Forças Armadas da Rússia.

Segundo o governo americano, os ataques causaram quase US$ 1 bilhão em prejuízo para os EUA. Os hackers danificaram os sistemas de uma empresa farmacêutica da Pensilvânia entre outras entidades privadas.

Yuriy Sergeyevich Andrienko, Sergey Vladimirovich Detistov, Pavel Valeryevich Frolov, Anatoliy Sergeyevich Kovalev, Artem Valeryevich Ochichenko e Petr Nikolayevich Pliskin são acusados de violar a Lei de Fraude e Abuso de Computadores.

Todos os seis russos trabalhariam para a Unidade 7445, das forças armadas russas, também conhecida pelo nome Voodoo Bear, Telebots e Iron Viking. Em 2020, o grupo foi ligado a uma série de ataques em países como França, Georgia e Coreia do Sul.

"Esses indivíduos eram membros da conspiração criminosa responsável pelo ataque destrutivo de 27 de junho de 2017 de computadores nos Estados Unidos e em todo o mundo usando malware conhecido como NotPetya", diz o Departamento de Estado em nota.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários