Situação de Izium, na Ucrânia, após bombardeios russos
Reprodução: redes sociais - 08/04/2022
Situação de Izium, na Ucrânia, após bombardeios russos

O Kremlin anunciou que a Rússia enviou uma proposta de acordo de paz à Ucrânia nesta quarta-feira (20). A oferta é um feito inédito e propõe um cessar-fogo que vinha sendo trabalhado nas negociações. 

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que aguarda a resposta de Kiev sobre a proposta. “A bola está no campo deles e esperamos uma resposta”, afirmou Peskov.

Ele ainda acrescentou que as objeções estão claras. "Entregamos a parte ucraniana nosso projeto de documento, que inclui formulações absolutamente claras e desenvolvidas", declarou o porta-voz.

Ainda, Peskov não deu detalhes sobre nenhum prazo em relação à resposta, mas ressaltou que a Ucrânia deixa a desejar em acordos.“Reitero mais uma vez, e temos dito isso em várias ocasiões, que a dinâmica da parte ucraniana deixa muito a desejar”, disse o porta-voz russo.

Apesar da proposta inédita de paz, a Rússia anunciou na última terça-feira que iria partir para uma nova fase de ofensiva, por meio de seu chanceler, Sergei Lavro, após atacarem dezenas de alvos na região do Donbass, a área no Leste da Ucrânia onde estão territórios separatistas pró-Moscou.

Peskov, durante a coletiva, criticou o comportamento ucraniano em meio as negociações. “Naturalmente, isso tem consequências muito ruins, do ponto de vista da eficácia das negociações”, afirmou o porta-voz.

Leia Também

A Rússia travou um conflito regional com a Ucrânia o dia 24 de fevereiro deste ano, por conta de uma possível adesão ucraniana à Otan, entidade militar coordenada pelos Estados Unidos. A guerra completa dois meses no próximo domingo, 24 de abril.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.






    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários