Corpos encontrados em uma rua em Bucha, cidade a noroeste de Kiev
Reprodução 04.4.2022
Corpos encontrados em uma rua em Bucha, cidade a noroeste de Kiev

O Serviço Federal de Inteligência da Alemanha (BND, da sigla em alemão) interceptou o tráfego de rádio de militares da Rússia que estavam na região ao norte de Kiev, capital da Ucrânia, e captou uma série de diálogos entre as tropas. Em uma dessas mensagens, é possível ouvir um militar russo dando a orientação: “primeiro questione as pessoas, depois atire nelas”, segundo o jornal alemão “Der Spiegel”.

De acordo com a publicação, as orientações têm relação direta com os ataques ocorridos na cidade de Bucha , que sofreu uma ofensiva do exército russo no último domingo, deixando o local, a 37 quilômetros da capital, com dezenas de corpos de civis nas ruas, o que foi classificado pelo governo ucraniano como um "massacre deliberado".

As gravações de rádio indicam, ainda, que o assassinato de civis está sendo uma prática rotineira, ou até mesmo parte da estratégia dos militares russos. Segundo o BND, os militares conversam sobre as ações como se fossem “coisas do dia a dia”. Algumas das mensagens interceptadas parecem não se referir a Bucha, indicando que o mesmo tipo de ofensiva pode ter ocorrido em outros lugares.

No último domingo, jornalistas da agência AFP viram 20 corpos, todos em trajes civis, nas ruas de Bucha. Um dos corpos tinha as mãos amarradas pelas costas. Jornalistas da Reuters também viram corpos nas ruas e em uma fossa coletiva.

As forças russas se retiraram da região ao redor de Kiev após Moscou afirmar que terminara a primeira fase da guerra e que iria se concentrar "na libertação" de áreas no Leste, onde atuam os separatistas pró-Moscou, e no Sul. Tropas ucranianas já tinham reconquistado algumas áreas e reocuparam as restantes das quais os russos se retiraram.

Fedoruk disse também que cerca de 300 moradores foram mortos durante ocupação da cidade. Neste domingo as autoridades anunciaram a descoberta de uma fossa coletiva com mais de 70 corpos.

Leia Também

Segundo a procuradora-geral ucraniana, Iryna Venediktova, ao todo foram encontrados corpos de 410 civis nos territórios da região de Kiev ocupados pelos russos, sendo que 140 foram examinados pelos peritos forenses.

O Ministério da Defesa da Ucrânia postou um vídeo exibindo três corpos em roupas civis à beira da estrada em Bucha, um deles com as mãos amarradas atrás das costas.

“Civis estavam sendo executados arbitrariamente, alguns com as mãos amarradas nas costas”, escreveu o ministério em um tuíte.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários