Destruição em Bucha
Reprodução: Twitter - 04/04/2022
Destruição em Bucha

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, se reuniu nesta segunda-feira (4) com seus homólogos do Reino Unido, Liz Truss, e da Polônia, Zbigniew Rau, em Varsóvia, e alertou que os horrores vistos em Bucha são "só a ponta do iceberg".

A localidade que fica a 25 quilômetros da capital Kiev foi retomada pelos ucranianos no fim de semana e as imagens divulgadas por eles chocaram o mundo. Foram centenas de corpos de civis vistos nas estradas e nas ruas, com muitos deles com as mãos atadas, em um claro sinal de execução.

"Bucha é a ponta do iceberg. Em Mariupol, a situação é ainda pior" , disse o chanceler ao responder uma pergunta.

A cidade portuária no sul do país está sitiada pelas tropas russas desde o início da guerra e há cerca de mais de 100 mil pessoas ainda presas no território sem poder escapar. Os relatos de milhares de civis sem comida, água, energia elétrica e calefação se somam dia após dia e os cidadãos enterram seus parentes e amigos em canteiros de praças e ruas.

Sobre a retomada das cidades próximas a Kiev, Kuleba ainda ressaltou que o país sabe que "venceu uma batalha" graças à resistência feita para cercar a localidade, mas advertiu "que a guerra continua e Moscou se prepara para mais um ofensiva maciça no sul e no leste" .

"Estamos nos preparando para uma ofensiva de grande escala da Rússia na Ucrânia Oriental. Eles querem roubar os territórios nas regiões de Donetsk e Lugansk, querem consolidar a vitória em Kherson e querem tomar a ensanguentada Mariupol" , acrescentou.

Leia Também

Biden se manifesta

Quem também se manifestou sobre os horrores de Bucha foi o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que chegou a dizer que seu homólogo russo, Vladimir Putin, deveria responder por crimes de guerra.

"O que está acontecendo em Bucha é um crime de guerra. Putin é brutal, o que aconteceu lá é horrível. Precisamos continuar a fornecer à Ucrânia as armas das quais eles têm necessidades e precisamos reconstruir em detalhes tudo o que aconteceu e fazer um processo por crimes de guerra contra eles" , disse o mandatário.

Além dos EUA, diversos países ocidentais condenaram a Rússia e aumentaram as sanções por conta de Bucha. No entanto, os russos afirmam que quem matou os civis foram os ucranianos e que seus soldados não mataram ninguém.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou que Moscou vai apresentar "seu material" sobre o que aconteceu em Bucha durante uma coletiva de imprensa em Nova York.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários