Marina Ovsyannikova protestou contra a guerra entre a Rússia e a Ucrânia durante transmissão de um jornal russo
Reprodução
Marina Ovsyannikova protestou contra a guerra entre a Rússia e a Ucrânia durante transmissão de um jornal russo

A jornalista Marina Ovsyannikova, que  invadiu o estúdio de um jornal na principal emissora de TV na Rússia em um ato contra a guerra, foi condenada pela Justiça do país a pagar uma multa de 30 mil rublos (cerca de 1400 reais) pelo protesto. 

A decisão determinou que Ovsyannikova violou regras relativas a protestos não autorizados. A jornalista ainda está sujeita a novos desdobramentos na Justiça e pode receber punições mais duras

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, adotou leis contra a "desinformação" sobre a guerra entre seu país e a Ucrânia. As novas medidas tem como objetivo prender quem disseminar "notícias falsas" sobre o conflito. Ovsyannikova ficará em liberdade até novas decisões. 

Durante a aparição no jornal, a jornalista levantou cartazes que dizendo que a TV e o governo "mentem" para a população, além de pedir o fim da guerra. 

Ao sair da audiência nesta terça-feira (15), Osyannikova disse a repórteres que passou dois dias sem dormir e foi interrogada por mais de 14 horas. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários