Ataque russo em Mariupol, na Ucrânia
Reprodução / Twitter - 13.03.2022
Ataque russo em Mariupol, na Ucrânia

A Rússia ameaçou assumir o "controle total" das maiores cidades da Ucrânia, já que, segundo o Kremlin, as tropas russas têm condições de tomarem o poder dessas regiões.

O porta-voz do governo, Dmitry Peskov, informou que as principais cidades da Ucrânia já estão cercadas pelo Exército de Vladimir Putin. Hoje, Peskov, negou que o país tenha pedido ajuda à China para a "operação militar especial" na Ucrânia, que começou em 24 de fevereiro .

"A Rússia possui seu próprio potencial independente para continuar a operação. Como dissemos, ela está indo de acordo com o planejado e será concluída a tempo e na íntegra", afirmou.

Nessa segunda-feira (14), o Ministério de Defesa russo informou que 20 pessoas morreram e outras 28 ficaram feridas em um ataque a míssil dos ucranianos à região de Donetsk.

Leia Também

Ao mesmo tempo, nesta manhã, Kiev amanheceu sob intenso bombardeio aéreo russo . A capital ucraniana foi atingida por fortes ataques. Um projétil atingiu um prédio de apartamentos, explodindo janelas e causando um incêndio. Pelo menos duas pessoas morreram, segundo as autoridades locais.

Mais uma rodada de negociações entre as delegações chegou ao fim nesta segunda . A reunião, realizada por videoconferência, sofreu uma "pausa técnica" para a realização de discussões "adicionais nos subgrupos de trabalho e esclarecimentos de definições individuais", de acordo com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. As  tratativas devem continuar neste terça (15).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários