Guerra na Ucrânia
Reprodução / Redes Sociais
Guerra na Ucrânia

Após o anúncio do Exército russo de uma nova trégua na guerra contra a Ucrânia  nesta quarta-feira (9), o país disse que "é difícil confiar no ocupante". A  medida foi divulgada nessa terça (8) para possibilitar a retirada de civis do território ucraniano em segurança.

"A Rússia anuncia um regime de cessar-fogo a partir de 9 de março, às 10h, no horário de Moscou [4h em Brasília], e está pronta para criar corredores humanitários", declarou o governo russo, conforme relatado pela agência Tass .

As Forças Armadas ucranianas disseram que "a Rússia solicitará que a Ucrânia chegue a um acordo sobre as rotas e horários de abertura dos corredores humanitários e notifique os representantes das embaixadas estrangeiras, a ONU, a OSCE e a Cruz Vermelha até às 2 horas em Kiev, no dia 9 de março", em comunicado à CNN .

Hoje, porém, o governador de Kharkiv disse que a retirada de moradores de Izyum não está sendo possível, devido aos bombardeios russos , que continuam ocorrendo mesmo durante o cessar-fogo. Segundo o prefeito da cidade, alguns civis foram retirados por um corredor humanitário.

Leia Também

Além disso, o presidente ucraniano Volodymr Zelenskiy acusou a Rússia de realizar um ataque aéreo que danificou um hospital infantil na cidade de Mariupol , no sul do país, também nesta quarta. De acordo com ele, crianças estavam entre as pessoas "sob os destroços".

A Rússia, no entanto, negou alvejar civis em seu ataque à Ucrânia.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários