Joe Biden e Vladimir Putin durante encontro em Genebra, na Suíça
Reprodução / TV Globo
Joe Biden e Vladimir Putin durante encontro em Genebra, na Suíça

Nesta terça-feira (8), o Ministério das Relações Exteriores russo disse que a Rússia e os Estados Unidos devem retornar ao princípio de "coexistência pacífica", como durante a Guerra Fria.

A pasta afirmou estar aberta a um diálogo honesto e respeitoso para ambas as partes e que continua na esperança de que a normalidade na relação entre os países possa ser restaurada, informou a agência de notícias russa Interfax .

"Estamos abertos para um diálogo honesto e mutuamente respeitoso na medida em que os EUA estiverem prontos para isso. Talvez seja bom lembrar o princípio esquecido que funcionou durante a Guerra Fria, coexistência pacífica, apesar dos valores e ideais que nos separam e que não devem ser forçados um ao outro", disse Alexander Darchiyev, diretor do Departamento da América do Norte do Ministério das Relações Exteriores da Rússia à Interfax .

"Mantemos a esperança de que a normalidade nas relações entre nossos países volte", afirmou o diplomata. "Mas, é claro, exige o movimento recíproco de ambas as partes. Gostaria de reiterar que estamos prontos para tal reciprocidade."

Leia Também

Desde o início do conflito na Ucrânia , o presidente Joe Biden tem deixado claro que enxerga os países que não se opõem à guerra como aliados da Rússia, além de ter imposto diversos bloqueios contra Moscou . Ao anunciar novas sanções à nação no último dia 24, Biden afirmou que "todas as nações que se juntarem à Rússia, terão sua reputação manchada" .

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários