Palácio do Itamaraty na Esplanada dos Ministérios
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Palácio do Itamaraty na Esplanada dos Ministérios

O Ministério das Relações Exteriores informou que 34 brasileiros ainda estão na Ucrânia, dos quais 14 manifestaram interesse em permanecer no país, que há quase duas semanas tem sofrido ataques militares proferidos pela Rússia. Desse total, seis pessoas estão em Odessa; cinco em Kiev; quatro em Lviv; três em Kherson; três em Pokrovsk; duas em Uzhhorod; uma em Dnipro; uma em Rivne; e uma em Bila Tserkva. Os demais estão em deslocamento e não é possível precisar sua localização neste momento.

A estimativa é que cerca de 200 brasileiros conseguiram sair da Ucrânia e ir para países fronteiriços, sobretudo Polônia e Romênia, com o apoio das embaixadas do Brasil nesses países. Antes da invasão russa, havia em torno de 500 cidadãos do Brasil na Ucrânia. 

Na última segunda-feira, uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou de Brasília em direção à Polônia, para resgatar brasileiros que deixaram a Ucrânia. A previsão é que o grupo retorne ao Brasil na quinta-feira. No mesmo avião também estão sendo levadas doações para ucranianos, com destaque para água potável, alimentos e medicamentos.

A previsão é que 64 pessoas sejam transportadas para o Brasil, sendo 40 brasileiros, 23 ucranianos e um polonês. Os estrangeiros têm algum laço de parentesco com os brasileiros. A capacidade total da aeronave, de modelo KC 390, é de 72 pessoas (sem contar a tripulação). O governo federal liberou o transporte de animais de estimação com seus respectivos donos que moravam na Ucrânia, como cães e gatos.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários