Mário Draghi primeiro-ministro da Itália
Foto: ANSA
Mário Draghi primeiro-ministro da Itália

O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, afirmou nesta segunda-feira (7) que o  objetivo da Rússia é instaurar um “governo amigo” na Ucrânia.

A declaração foi dada após um encontro em Bruxelas com a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, com quem o premiê italiano conversou sobre estratégias para reduzir a dependência em relação ao gás russo.

“Até agora, a solução diplomática não deu nenhum fruto, a determinação da Rússia é claríssima e é a de seguir em frente até que o país se renda. Provavelmente, instaurar um governo amigo e derrotar a resistência”, disse Draghi.

Leia Também

“Devemos fazer com que não haja escapatórias e com que o efeito das sanções seja maximizado. Dada a evolução da situação na Ucrânia e o ataque desconsiderado do Kremlin a cidadãos, estamos trabalhando em outras sanções”, reforçou Von der Leyen.

Draghi ainda deve telefonar para o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, na noite desta segunda-feira e receber o premiê polonês, Mateusz Morawiecki, na próxima quarta (9).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários