Vladimir Putin, presidente da Rússia
Reprodução/ Twitter @KremlinRussia
Vladimir Putin, presidente da Rússia

As agências de notícias russas informam neste domingo (27) que o presidente do país, Vladimir Putin, colocou em alerta o sistema de defesa nuclear da Rússia para prevenção de possíveis ataques. Apesar de não haver nenhum posicionamento de que algum país ocidental entrará no conflito , a medida foi tomada por precaução.

Putin ainda afirmou à agência Tass que as sanções anunciadas pelos ocidentais são "ilegítimas".

Ataque russo contra Kharkiv

O quarto dia de ataques da Rússia contra a Ucrânia focou em estruturas sensíveis de gás, petróleo e energia e está sendo marcado por um forte bombardeio em Kharkiv , a segunda maior cidade do país, neste domingo (27).

Um prédio de nove andares com residências civis foi atingido por um míssil russo e deixou uma mulher morta e 20 pessoas precisaram ser evacuadas. Outros 60 moradores haviam se refugiado em uma área subterrânea e não foram feridos.


Foto: ANSABombardeios russos atingem a cidade ucraniana de Kharkiv
O quarto dia de  ataques da Rússia contra a Ucrânia focou em estruturas sensíveis de gás, petróleo e energia e está sendo marcado por um forte bombardeio em Kharkiv , a segunda maior cidade do país, neste domingo (27).

Um prédio de nove andares com residências civis foi atingido por um míssil russo e deixou uma mulher morta e 20 pessoas precisaram ser evacuadas. Outros 60 moradores haviam se refugiado em uma área subterrânea e não ficaram feridos.

Leia Também

Por outro lado, a Rússia informou que capturou 471 soldados ucranianos em Kharkiv.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, fez dois pronunciamentos neste domingo e acusou Belarus de estar dando apoio aos ataques. Para o mandatário, as tropas russas estão "matando civis" de propósito e atacando cidades que nunca tiveram "nenhum tipo de estrutura militar".

"Eles mentiram sobre o fato de que não atacariam os civis. Desde as primeiras horas da invasão das tropas russas, eles estão atacando as infraestruturas civis. Deliberadamente escolheram táticas para atingir pessoas e tudo aquilo que torna a vida normal: eletricidades, hospitais, jardins de infâncias, casas, entre outros. Isso poderia ter sido pior se não fossem nossas forças militares", disse Zelensky.

Além dos ataques em Kharkiv, os russos atingiram plantas de fornecimento de energia próximas a Kiev e o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, afirmou que as cidades de Kherson (sul) e Berdyansk (sudeste) foram "completamente" assediadas. Também há registro de ataques à cidade de Bucha, que fica a cerca de 30 quilômetros da capital, e ali também foi atingido um prédio residencial civil.

Zelensky afirmou ainda que "os ataques da Rússia contra a população civil e às infraestruturas têm características de um genocídio e merecem um tribunal internacional". Desde que os ataques foram iniciados, o mandatário alertou que Kiev irá denunciar Moscou no Tribunal Penal Internacional de Haia.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários