Ucranianos em estação de trem
Reprodução/Twitter
Ucranianos em estação de trem

Com o início dos ataques russos no território ucraniano na última quarta-feira (24), a movimentação dentro do país se intensificou a medida que as tropas russas avançavam e civis começavam a perceber a necessidade de encontrar locais seguros. 

De acordo com dados iniciais da Organização das Nações Unidas e da Comissão Europeia, entre 100 mil e 120 mil pessoas se deslocaram somente no primeiro dia da guerra.

Segundo as organizações, um grupo se movimenta em direção ao a cidades menores, buscando se distanciar da tensão no leste europeu, e outro cruza a fronteira de países vizinhos da União Europeia. 

A perspectiva é de que, a depender do agravamento do conflito, 5 milhões de moradores devem se deslocar. A população total da Ucrânia é composta por cerca de 44 milhões de pessoas. 

Leia Também

"Se a Rússia continuar nesse caminho, pode, de acordo com nossas estimativas, criar uma nova crise de refugiados, uma das maiores que o mundo enfrenta hoje, com até 5 milhões de pessoas deslocadas", afirmou a embaixadora americana na ONU, Linda Thomas-Greenfield, um dia antes do primeiro ataque russo.

Durante o conflito na península balcânica, cerca de 4,4 milhões de pessoas se deslocaram dentro e fora das fronteiras da antiga Iugoslávia. O inglês David Miliband, presidente do International Rescue Committee, afirmou que o conflito entre Rússia e Ucrânia pode superar a onda de refugiados visto em 1990.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários