Tribunal Penal Internacional, em Haia
Divulgação/ TPI
Tribunal Penal Internacional, em Haia


O relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia chegou nesta quarta-feira (9) ao Tribunal Penal Internacional (TPI) em Haia, na Holanda. O documento  produzido por senadores aponta crimes a mais de 80 pessoas e empresas.


Um dos alvos é o presidente Jair Bolsonaro (PL), acusado de nove crimes , entre eles prevaricação, infração a medidas sanitárias preventivas, incitação ao crime, crime de responsabilidade e crime contra a humanidade.


"É mais um passo na caminhada contra a impunidade", disse o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI, segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo.


A publicação explica que o TPI confirmou o recebimento do relatório, mas, a partir de agora, todos os procedimentos passam a ser sigilosos. Após analisar o caso, a Corte pode impor à pessoa condenada até prisão perpétua, além de multa e perda de produtos e bens.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários