Cervo atingiu o sargento com os chifres
Reprodução
Cervo atingiu o sargento com os chifres

Victor Isasi Flecha, 42 anos, um militar paraguaio identificado como o sargento assistente de infantaria, morreu após ser atacado por um cervo. O animal atravessou o peito do homem com o chifre enquanto o rapaz servia em um destacamento de segurança na residência presidencial na capital do país, Assunção, disseram as autoridades nesta terça-feira (04/01).

O sargento morreu na segunda-feira à noite como resultado de "ferimentos perfurantes" causados pelo cervo, disse uma declaração das forças militares.

O animal era um cervo-malhado (também conhecido como cervo-eixo) da Índia, que havia sido doado à residência presidencial há dois anos, disse o diretor de Vida Selvagem do Ministério do Meio Ambiente, Frederick Bauer.

O porta-voz da Infantaria, Victor Urdapilleta, disse à Reuters que as câmeras capturaram o momento em que o soldado se aproximou do cervo e então foi atacado.

Ele foi declarado morto em um hospital militar. Urdapilleta disse que não havia histórico de um ataque semelhante de animais mantidos rotineiramente na residência presidencial, que incluiu avestruzes e pôneis em governos anteriores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários