A cuidadora esfaqueou dois homens e duas mulheres com idades entre 31 e 36 anos
Creative Commons/Pixabay
A cuidadora esfaqueou dois homens e duas mulheres com idades entre 31 e 36 anos

Nesta quarta-feira (22), um tribunal alemão condenou a 15 anos de prisão uma auxiliar de enfermagem com problemas psiquiátricos que esfaqueou e matou quatro residentes de um centro para pessoas com deficiência.

A corte de Potsdam, leste da Alemanha, declarou Inés Andrea R., de 52 anos, culpada de homicídio pela morte de quatro residentes e por tentativa de homicídio por ferir três pessoas.

A Promotoria descreveu o ato como "uma crueldade imensa".

A acusada permanecerá em um centro psiquiátrico, onde está desde que foi detida.

O crime, que chocou o país, aconteceu em 28 de abril. A cuidadora esfaqueou dois homens e duas mulheres com idades entre 31 e 36 anos. Mais três pessoas foram feridas, uma delas com lesões graves.

A polícia afirmou que os ferimentos evidenciavam uma forma de "violência intensa e extrema" contra os pacientes que não tinham como se defender.

Drop here!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários