Projétil de canhão Segunda Guerra Mundial foi retirado do reto de um paciente
Reprodução
Projétil de canhão Segunda Guerra Mundial foi retirado do reto de um paciente

Um homem de identidade não identificada deu entrada no Hospital Real de Gloucestershire, na Inglaterra alegando ter um projétil de canhão da Segunda Guerra Mundial introduzido no reto. A equipe do hospital teve que acionar um esquadrão antibombas para retirar a peça do órgão. O caso aconteceu na última quarta-feira (1).

O indivíduo se apresentou ao pronto-socorro alegando ter escorregado e caído no objeto de 17 cm de comprimento e 6 cm de largura, que fazia parte de sua coleção de itens militares. 

O Ministério da Defesa da Inglaterra confirmou que uma equipe do Regimento de Descarte de Artilharia Explosiva esteve no hospital. A polícia local ainda registrou uma ocorrência "de um paciente com munição no reto."

Segundo o The Sun, o paciente teria dito aos médicos que estava realizando uma limpeza em sua casa quando encontrou o projétil e o colocou no chão. Alguns instantes depois, o homem caiu e, de alguma forma, o objeto entrou no seu ânus. Ele foi ao pronto-socorro logo em seguida.

Leia Também

Especialistas que foram ao hospital na quinta-feira (2), confirmaram que se trata de um projétil 57 mm da Segunda Guerra Mundial, geralmente disparado por canhões antitanques. Os médicos, sem conhecimento sobre a munição em meio ao atendimento, foram prudentes e decidiram chamar o esquadrão com medo que o projétil explodisse.

"Era um pedaço de chumbo pontudo e grosso, projetado para atravessar um tanque", afirmou um dos integrantes do 11º Regimento de Descarte de Artilharia Explosiva. "É basicamente um pedaço de metal inerte, então não havia risco de vida", acrescentou.

Segundo o The Sun, o paciente estava envergonhado com a situação. Ele teve alta e deve ter uma recuperação rápida. O maior risco que o homem correu foi de que o projétil pudesse perfurar seu intestino.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários