Magdalena Andersson em menos de oito horas após sua eleição pelo Parlamento, renunciou
Reprodução/Redes Sociais
Magdalena Andersson em menos de oito horas após sua eleição pelo Parlamento, renunciou

Magdalena Andersson foi eleita primeira-ministra da  Suécia pelo Parlamento nesta quarta-feira (24), sendo a primeira mulher a ocupar o posto de chefe de Governo do país. Porém, em menos de oito horas após sua eleição pelo Parlamento, ela renunciou, pois sua proposta de orçamento perdeu na votação e os ecologistas deixaram o governo.

Andersson era anteriormente a ministra das Finanças do governo do primeiro-ministro demissionário Stefan Löfven, que também renunciou após sete anos no cargo.

Ela recebeu 117 votos a favor, 57 optaram pela abstenção, e 174 deputados votaram contra seu nome.

"Há uma prática constitucional segundo a qual um governo de coalizão renuncia quando um partido sai. Não quero liderar um governo cuja legitimidade esteja em questão", declarou a líder social-democrata, acrescentando que espera ser reeleita em uma próxima votação. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários